Trabalhadores rurais de vários municípios do Sertão de PE bloquearam as BRs 116, 316 e 428 na altura do Trevo do Ibó

Trabalhadores ligados aos Sindicatos Rurais dos municípios de Ibimirim; Petrolândia; Floresta; Belém do São Francisco; Itacuruba; Carnaubeira da Penha; Inajá, Manar; Jatobá; Tacaratu; Orocó; Cabrobó e de Santa Maria da Boa Vista, se encontram nesse momento nas imediações do Trevo do Ibó com barricadas bloqueando as BRs 116, 316 e 428. Esses trabalhadores protestam contra as reformas do governo federal, ainda por conta da exclusão dos perímetros irrigados que integram o sistema Itaparica no Orçamento Geral da União para o exercício financeiro de 2018.

Vaca é flagrada bebendo água em bebedouro de escola, no Píaui

Vaca é flagrada bebendo água em bebedouro de escola , no PíauiA cena é bizarra, mas aconteceu de verdade em Parnaíba, litoral do Piauí. Uma vaca foi flagrada bebendo água no bebedouro de uma escola do município, mais precisamente a Escola Municipal São Vicente de Paula. A imagem foi feita de celular e viralizou nas redes sociais. Pela imagem, dá até pra arriscar dizer que em Parnaíba, a vaca não vai pro brejo beber água.

Governo de Pernambuco deve reeditar Conselho do Pacto pela Vida

Paulo Câmara nega irregularidade e condena uso político da delação
Alvo de cobranças da oposição e uma das sugestões apresentadas em relatório da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Pernambuco (OAB-PE), a criação de um conselho de Segurança Pública estadual está em fase de estudos na Secretaria de Defesa Social (SDS). A proposta será oficializada por meio de projeto de lei que será enviado à Assembleia Legislativa até o começo do mês que vem.

A previsão é que a iniciativa seja sancionada até o fim do ano, criando uma pauta positiva para uma das áreas mais espinhosas do Governo Paulo Câmara. O objetivo é criar um grupo permanente de diálogo sobre os rumos do Pacto pela Vida. O colegiado será formado por entidades, representantes da sociedade civil e autoridades.

O projeto de lei elaborado pela Secretaria de Defesa Social deverá ser finalizado até o fim desta semana. No entanto, ele ainda será submetido ao crivo da Procuradoria-geral do Estado e do governador Paulo Câmara. Em entrevista, após o lançamento de edital de licitação da Adutora de Serro Azul, ontem, o chefe do Executivo estadual manifestou o desejo de criar o grupo e estreitar o diálogo com a sociedade organizada. O objetivo é reativar o antigo conselho de segurança pública criado na gestão do ex-governador Eduardo Campos.

“Nós recebemos sugestões de reativação do conselho de segurança, que foi criado há muito tempo e nunca foi utilizado a contento. A gente tem uma expectativa de utilizar esse conselho. Eu acho isso importante porque sempre fui a favor do diálogo e vou continuar a ser”, afirmou Paulo Câmara. As declarações foram dadas em resposta ao relatório feito pela OAB-PE apontando falhas e sugestões para dar um novo fôlego ao Pacto pela Vida. Sobre o relatório, o gestor considerou positiva a iniciativa da Ordem.

Já o líder da Oposição Silvio Costa Filho (PRB) elogiou a iniciativa de recriar o antigo conselho de segurança, mas ponderou que os opositores estarão atentos sobre a formatação do grupo. “Entendemos ser importante a criação de um conselho, mas é uma ação que já era para ter sido feita desde 2015”. O parlamentar afirmou que os oposicionistas irão pedir esclarecimentos sobre a proposta na reunião da comissão de Administração da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (18).

Arena de Pernambuco receberá 65 mil pessoas em culto comemorativo de abertura do Centenário da Assembleia de Deus

Centenário da Assembleia de Deus em PernambucoRatificando sua condição de principal local para a realização de eventos de grande porte no Estado, a Arena de Pernambuco receberá seu maior público, desde sua inauguração, em maio de 2013. No sábado (21/10), das 15h às 21h30, acontecerá o culto de celebração de abertura oficial do Centenário da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco – IEADPE, com uma estimativa de público de aproximadamente 65 mil pessoas.

Fundada em 24 de outubro de 1918, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus possui membros em todas as cidades de Pernambuco. Além das atividades religiosas e missionárias, administra também projetos sociais por todo o nosso Estado. A partir das 18h30, a celebração oficial será conduzida pelo pastor presidente, Ailton Alves, que estará acompanhado, no palco, por 400 pastores, e vai contar com a apresentação de um coral de 2 mil vozes, além da participação de cantores locais da própria igreja.

Por se tratar do evento de maior público na Arena de Pernambuco, foi montado um forte esquema de organização, mobilidade e segurança respaldado na qualificação do melhor equipamento multiúso do Estado.

Para acomodar o público da Assembleia de Deus, além das arquibancadas (45.000 lugares), o gramado será coberto para dar espaço ao público, com cerca de 8.000 cadeiras. Na área externa serão disponibilizadas mais 12 mil cadeiras, para acomodar os fiéis que assistirão toda a programação, através de 3 mega telões.

A organização do evento disponibilizará 1.030 ônibus, vindos de todo o Estado para trazer os fiéis, previamente cadastradas nas igrejas, e que vão participar da celebração, sendo a maior parte da Região Metropolitana do Recife. Para evitar congestionamentos na BR 408, que dá acesso à Arena de Pernambuco, está sendo preparado um grande esquema de mobilidade, que prevê a chegada dos veículos credenciados em horários pré-determinados, divididos entre 9h e 15h.

A abertura dos portões será às 9h. Todas as vagas de estacionamento da Arena de Pernambuco já foram vendidas. Sendo assim, nos estacionamentos azul e verde serão disponibilizados os ônibus que vierem pela BR 232, enquanto nos estacionamentos laranja e amarelo, os ônibus que deverão vir por Camaragibe, por questões de mobilidade. Todos os ônibus já estão previamente credenciados pela organização do evento.

Serão montados 5 PVVs (Ponto de Verificação Veicular) no entorno da Arena de Pernambuco que estarão localizados nos acessos de São Lourenço da Mata, Camaragibe e BR 232. O esquema será similar ao usado na Copa do Mundo de 2014. Assim, não será permitido o acesso de carros particulares não credenciados no entorno da Arena de Pernambuco.

Para quem for usar o transporte público, as opções são o metrô (R$ 1,60), até o TI Cosme & Damião. A linha especial 047 – Cosme e Damião/Arena irá operar neste dia levando os usuários do TI Cosme e Damião até a Arena de Pernambuco. Serão 15 ônibus circulando das 9h até 22h30. Tarifa R$ 3,20. Outra opção será o BRT Derby que disponibilizará 10 veículos. As saídas do Derby para a Arena de Pernambuco acontecerão das 13h às 17h30. O retorno será de acordo com a saída do público do evento. O serviço funcionará até às 22h30. Tarifa: R$ 15,00 (ida/volta).

Devido à quantidade de pessoas no estádio, serão montados três postos de saúde, com o apoio de oito ambulâncias, sendo três equipadas com UTI. Em todas as unidades haverá o suporte de médicos, enfermeiros e socorristas.

A segurança do evento contará com um efetivo de aproximadamente 970 pessoas, entre orientadores, seguranças patrimoniais, seguranças de grandes eventos, PRF, BPRv, BPTran, CIPIMOTOS, BPRP e Corpo de Bombeiros.

Cânceres de colo do útero e ovários também merecem atenção no Outubro Rosa

OUTUBRO_ROSA_HOSPITAL-SANTA-CRUZO Outubro Rosa marca o mês que é dedicado à prevenção do câncer de mama. A lembrança é justificada: ele é o mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA).A estimativa é que quase 58 mil pessoas sejam diagnosticadas este ano com a doença, no país. No entanto, outros tipos de câncer também exigem atenção redobrada do público feminino.

“O Outubro Rosanos traz a oportunidade de dizer às mulheres que o câncer de mama tem cura e que a detecção precoce é o primeiro passo.Mas outros tipos da doença também vêm causando muitas vítimas”, ressalta Iolanda Matias, mastologista e especialista em oncoginecologia do Hospital Santa Joana Recife. Segundo o INCA, a previsão é que o câncer de colo uterino, por exemplo, atinja cerca de 16 mil pessoas até o final deste ano. “Aqui, na nossa região, esse tipo de câncer é bastante frequente, seguido do de ovário. Nesses casos, o exame de citologia oncótica – também chamado de exame de Papanicolaou – e a colposcopia são excelentes ferramentas para detecção de lesões de risco. No caso do câncer de ovário, uma ultrassonografia é essencial”, ressalta a médica.

A necessidade de fazer os exames regularmente é latente, porque as doenças em questão são silenciosas e não evidenciam sintomas. “A colposcopia pode revelar até as lesões muito pequenas, cujo tratamento evita completamente a formação do tumor”, ratifica Iolanda Matias. Além da cirurgia, dependendo do tipo de tumor, a radioterapia e a quimioterapia também são recomendadas.

O câncer do colo uterino é comumente associado à atividade sexual. “O uso regular de camisinha é uma prática  que precisa ser reforçada, principalmente entre os jovens.Sobre o câncer de ovário, não há como evitá-lo. A cura depende da detecção no início de sua formação. Por isso, não se deve abrir mão da realização anual de ultrassonografia”, explica a especialista. Além disso, o estilo de vida de cada um pode ser um fator de agravamento da doença. “O estresse intenso e continuado é apontado como um gatilho para o desenvolvimento do câncer. Hábitos como o tabagismo, o alcoolismo, a inalação de poluentes tóxicos e uma dieta pobre em vitaminas também atrapalham a cura”, finaliza.

Agrovale doa 600 toneladas de bagaço da cana-de-açúcar para associações de produtores rurais de Juazeiro-BA

03A Agrovale anunciou ontem (17) que até o final do ano deve concluir a doação de 600 toneladas de bagaço hidrolisado da cana-de-açúcar às associações de produtores rurais de Juazeiro. A doação faz parte de um projeto que a empresa desenvolve junto à Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária do município (Adeap) com o objetivo de fornecer suporte alimentar para os animais (caprinos, ovinos e bovinos) da zona rural, nesse período de grande estiagem.

De acordo com a Diretoria da Agrovale, o projeto começou no último dia 20 de julho quando foram doadas as primeiras 300 toneladas do produto, contemplando direta e indiretamente 64 associações, beneficiando cerca de 600 produtores da agricultura familiar. Trata-se de uma ação de responsabilidade social e retorno imediato para os produtores rurais de Juazeiro. A empresa chega às propriedades num período seco com um suporte alimentar volumoso.

Até dezembro próximo a meta é entregar mais 300 toneladas do bagaço, o que deve ampliar consideravelmente a quantidade de produtores beneficiados, atingidos por uma estiagem que já dura 7 anos consecutivos na região.

Para o gestor da ADEAP/PMJ, Tiano Felix, a continuidade do projeto garante uma ajuda substancial principalmente para as comunidades das áreas de sequeiro. “As dificuldades com a estiagem crescem a cada dia em nosso município. São muitos os pedidos de ajuda e é uma prioridade a alimentação dos animais por conta da escassez dos pastos. Cadastramos as associações em todo município e estamos fazendo a entrega gradativa do bagaço por região”, destacou o secretário.

O bagaço da cana é o resultado do processamento da fabricação do álcool, açúcar e do melaço (uma solução de sacarose). Largamente utilizado para alimentação dos animais, o material também é empregado na geração de energia e como proteção do solo nos projetos de irrigação. Além do bagaço, há outros resíduos gerados pela cana-de-açúcar que podem ser utilizados na alimentação animal como a vinhaça, a torta de filtro e a levedura. CLAS Comunicação e Marketing

Dos 44 que votaram em Aécio, 19 são alvos da Lava Jato

O Estado de S.Paulo - Thiago Faria, Julia Lindner e Renan Truffi

Dos 44 senadores que votaram nesta terça-feira, 17, para derrubar as medidas cautelares impostas ao tucano Aécio Neves (MG), ao menos 19 (43,2%) são alvo da Operação Lava Jato. A maior parte deles (10) é do PMDB, partido que mais deu votos a favor do senador mineiro - foram 18 no total.

Apenas dois senadores do PMDB votaram por manter a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que afastou e determinou o recolhimento noturno de Aécio. Foram contrários ao tucano Kátia Abreu (PMDB-TO), também alvo da Lava Jato, e Roberto Requião (PMDB-PR).

Também partiu dos investigados as defesas mais enfáticas para que o Senado barrasse as restrições impostas a Aécio. O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), por exemplo, foi um dos cinco a discursar em defesa do tucano. Mesmo em recuperação de uma cirurgia, ele descumpriu recomendação médica para participar da sessão e ajudar a "salvar" o colega. "Quis Deus que eu tivesse a saúde para que, depois de operado, estivesse aqui hoje também para falar desta tribuna como último orador", disse o senador no discurso.

Também fazem parte da lista nomes como Renan Calheiros (PMDB-AL), Jader Barbalho (PMDB-MA) e Valdir Raupp (PMDB-RR). No PSDB, que deu 10 dos 11 votos possíveis a favor do correligionário, três senadores são alvo da Lava Jato: Antonio Anastasia (MG), Cássio Cunha Lima (PB) e José Serra (SP). Apenas Ricardo Ferraço (ES), também investigado, não compareceu à votação.

Dos 26 que votaram contra o tucano, seis são alvo da Lava Jato. Entre eles o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), líder da bancada. O partido chegou a divulgar  uma nota, logo após o afastamento de Aécio, na qual defendeu o enfrentamento com o Supremo, mas recuou após repercussão negativa.

Parecer: Lula pode disputar em 2018 mesmo condenado

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

Lula recebeu na segunda (16), do senador Lindbergh Farias (PT-RJ), um parecer jurídico assinado pelo professor Luiz Fernando Casagrande Pereira, do Paraná, afirmando que ele poderá disputar as eleições presidenciais em 2018 ainda que condenado em segunda instância -- e ainda que o STJ (Superior Tribunal de Justiça) e o STF (Supremo Tribunal Federal) não concedam liminar para suspender a inelegibilidade que viria com essa sentença.

Segundo Pereira, mesmo nessa situação limite, o PT poderá registrar a candidatura de Lula no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em agosto. Só então ela seria objeto de impugnação. "Ocorre que entre a impugnação e o afastamento de Lula da campanha há uma enorme distância", diz ele. Se todos os prazos para o julgamento forem cumpridos no TSE, o eventual afastamento só ocorreria em 12 de setembro. Neste intervalo de um mês, Lula já estaria em plena campanha.

SUPRAPARTIDÁRIO
Casagrande Pereira, que elaborou dois pareceres para Michel Temer quando o presidente foi julgado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), estudou o caso de Lula a pedido do PT. 

Bancada nordestina foi decisiva para salvar Aécio

Política Real

A Bancada do Nordeste foi decisiva, mais uma vez, nas grandes discussões do Congresso Nacional. O grupo no Senado foi fundamental para que o senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente licenciado do PSDB, voltasse a exercer seu mandato sem restrições. Dos 27 senadores nordestinos, um total de 17 senadores votaram “não” derrotando a decisão da 1ª turma do Supremo Tribunal Federal. Na prática, dos 44 votos que “salvaram” Aécio Neves, 38,63% da votação veio da bancada nordestina.

Só a bancada do estado da Bahia votou completa “sim”, a favor da aplicação das medidas cautelares contra o senador mineiro.  As bancadas do Maranhão e Paraíba votaram fechadas a favor de Aécio Neves. Três bancadas – Sergipe, Piauí e Rio Grande do Norte – votaram com a maioria dos senadores – 2 de 3 – pelo “não” contra as medidas cautelares.

Votaram a favor de Aécio Neves e por conseguinte “não” as medidas cautelares os seguintes senadores:

Alagoas

Benedito de Lira - PP

Fernando Collor - PTC              

Renan Calheiros - PMDB

Ceará

Tasso Jereissati - PSDB

Rio Grande do Norte

Garibaldi Alves Filho - PMDB

José Agripino - DEM

Paraíba

Cássio Cunha Lima - PSDB

José Maranhão - PMDB

Raimundo Lira - PMDB

Pernambuco

Fernando Bezerra Coelho - PMDB

Maranhão

Edison Lobão - PMDB

João Alberto – PMDB

Roberto Rocha - PSDB

Sergipe

Eduardo Amorim - PSDB

Maria do Carmo Alves - DEM

Piauí

Ciro Nogueira - PP

Elmano Férrer - PMDB

Votaram contra Aécio Neves, “sim” as medidas cautelares aplicadas pela 1 turma do STF:

Ceará

José Pimentel - PT

Rio Grande do Norte

Fátima Bezerra - PT

Pernambuco

Humberto Costa - PT

Sergipe

Antonio Carlos Valadares

Bahia

Lídice da Mata - PSB

Walter Pinheiro - sem partido

Otto Alencar - PSD

Piauí

Regina Sousa

O senador Armando Monteiro Neto (PTB-PE) não compareceu para votar. O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) presidente do Senado não vota, a não ser em caso de minerva.

CCJ retoma debate da denúncia contra Temer

Do G1

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara retomou, na manhã de hoje, a discussão sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). O parecer sobre as acusações pode ser votado ainda nesta quarta.

O debate começou ontem e, em sessão que durou mais de 12 horas, 47 deputados se pronunciaram, dos quais 35 contra o presidente e 12, a favor.

Para esta quarta estão previstos os discursos de mais nove deputados. Esse número pode mudar, já que a lista de inscrições ficará aberta até o final da discussão.

Nesta fase, a CCJ discute o parecer do relator, deputado Bonifácio Andrada (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da denúncia da Procuradoria Geral da República por obstrução de Justiça e organização criminosa.

Passada a etapa da discussão, Bonifácio terá até 20 minutos para se pronunciar sobre o relatório. Em seguida, poderão falar os advogados de Temer, de Padilha e de Moreira.

Concluída essa etapa, os deputados da CCJ vão votar o relatório de Bonifácio de Andrada. O parecer será aprovado se receber a maioria dos votos, desde que estejam presentes à sessão, pelo menos, 34 parlamentares.

Independentemente do resultado, a palavra final sobre o prosseguimento da denúncia caberá ao plenário da Câmara. Lá, serão necessários que ao menos 342 dos 513 deputados votem a favor da denúncia para que ela tenha continuidade no poder Judiciário.

O STF só terá o direito de analisar a acusação contra o presidente se a Câmara autorizar. Caso a denúncia seja rejeitada, Temer só poderá ser processado após o término do mandato presidencial.